Receba todas as notícias do Avenged Sevenfold no seu E-mail

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Johnny Christ ao site Trax: Como Arin Ilejay conquistou o Avenged Sevenfold

Enquanto a banda se apresentava pela turnê Asiática, Johnny Christ conversou com o site indonésio, Trax, dentre os assuntos, o baixista comentou sobre os bateristas Arin Ilejay e Mike Portnoy, o amadurecimento pessoal e musical da banda e o porque de criar o jogo Hail To The King: Deathbat.




"Quando o Avenged Sevenfold se apresentou no domingo (18/1), na Parkir Timur Senayan, a Trax conseguiu entrevistar um dos integrantes do A7X, o baixista Johnny Christ. Confira a entrevista exclusiva."

Trax: Qual é a sensação de volta a Jacarta e realizar um show aqui?

JC: É uma sensação muito boa! (risos). Pedimos desculpas pelos últimos shows aqui serem cancelados, mas foi por causa dos muitos enganos e agora queremos fazer as pazes mostrando algo novo e com surpresas para os nossos fãs.

Trax: Como Arin Ilejay (novo baterista do Avenged Sevenfold) fez "brilhar" os olhos do A7X?

JC: Arin é um baterista incrível e tem uma personalidade agradável. Além disso, seu desempenho insano no palco fez com que a gente o convidasse para fazer parte da nossa banda.

Trax: E sobre Mike Portnoy?

JC: Você sabe que há muitas razões para ele ter saído. Mas para ser honesto, ele não poderia ficar como os outros, especialmente quando enfrentava problemas na sua vida. A7X não poderia continuar a contar com ele e seguir em frente ao mesmo tempo. No entanto, Mike Portnoy é um grande baterista que nós amamos conhece-lo e honrados de termos a capazes de trabalhar junto com ele.

Trax: Vocês já tiveram “choque” de ideias?

JC: Tivemos esse momento no processo do ultimo clipe do novo álbum “Hail The King”. E depois de alguns meses tivemos uma grande ideia e falamos com nosso produtor musical. Mas sim, algumas vezes, temos muitas visões diferentes da ideia a ser realizada.

Trax: E quanto o apoio dos fãs?

JC: Estamos felizes com nossos fãs, eles sempre entendem o que a banda que fazer e dão ideias para o Avenged Sevenfold também.

Trax: Em 2005, A7X tinha um estilo heavy metal de vida extravagante como ficar bêbado, conhecer mulheres, ter um carro legal e agora houve uma mudança. O que realmente aconteceu?

JC: Nós envelhecemos! (risos). Bem as mudanças foram necessárias para que o nosso estilo não ficasse chato. Mas, você sabe, a marca do A7X é riffs pesados de guitarra, com um groove, pedal duplo intenso e uma sonoridade alta para cada um dos nossos álbuns. Não podemos prever o futuro, então não sabemos qual será o nosso próximo estilo musical.

Trax: Por que escolheram um jogo para a divulgação do álbum Hail To The King?

JC: Nós crescemos com boas lembranças de videogame (risos). A gente exemplifica como um músico de Jazz que toca para um pequeno público de fãs fanáticos. E por isso queremos oferecer essas mesmas memórias para os fãs, especialmente para os fãs de videogame.
Compartilhe!
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...