Receba todas as notícias do Avenged Sevenfold no seu E-mail

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Avenged Sevenfold visto pelo guitarrista Brian "Head" Welch (Korn)

As poucos a mídia vem mostrando matérias sobre o festival Mayhem, e essa semana a The Telegraph fez uma entrevista com o Arin Ilejay perguntando sobre o festival e suas expectativas. Mas também o site conversou o recém retomado a banda Korn, Brian "Head" Welch, ele esbanja elogio ao Avenged Sevenfold e fala sobre seu retorno ao Korn.


ST. LOUIS - Rockstar Energy Drink Mayhem Festival mostra a evolução do metal com amplitude e profundidade dos headliners desse ano: Avenged Sevenfold e Korn.

"Eu realmente gosto das bandas e estou muito animado para uma turnê com o Korn", disse o baterista do Avenged Sevenfold, Arin Ilejay, durante uma recente entrevista para a The Telegraph. "Foi no Soundwave Festival da Austrália que conhecemos os caras. São realmente incríveis.
Quando criança, eu ouvia Korn, e agora penso, definitivamente sou amigo desses caras.”

No entanto, o guitarrista do Korn, Brian "Head" Welch, que deixou a banda há quase 10 anos, em 2005, afirma que o Avenged Sevenfold é um dos grandes mentores para os músicos de hoje em dia do metal.

"Eu acho que o Avenged está nos guiando agora, porque eles são grandes", disse Welch em uma entrevista separada com o The Telegraph.

"É legal o respeito que eles têm por nós, gostamos de saber que somos influencias para o futuro. Isso faz os encorajarem e pensarem: “Talvez a gente consiga fazer o mesmo para ganhar na vida”. Então, não somos mentores apenas, nós apoiamos eles para vê-los andando por contra própria e detonando”.

Mas o estilo fez com que Arin se admirasse. Eles foram à primeira banda a ser rotulado como nu metal.

Em conjunto com o gênero nu metal, a banda também foi descrita por críticos como o heavy metal, alt-metal, alt-rock, grunge, pós-grunge, hard rock, rap metal, groove metal e o metal industrial. Seu álbum de estreia misturando metal, rock, hip-hop, groove, e dissonância, de acordo com inúmeras descrições publicadas do estilo da banda. Em última análise, contudo, o Korn é constantemente classificado como uma das maiores bandas de nu metal do mundo junto com System of a Down, Disturbed, Rage Against the Machine, Deftones e outros, mas Korn é considerado o pioneiro do gênero.

Influências do Korn se assemelham a outros muitos artistas no Mayhem Festival deste ano, tais como Metallica, Anthrax e Sepultura... O Korn também cita Red Hot Chili Peppers, Led Zeppelin, e Beastie Boys.

"É muito louco. Nós realmente não pensamos sobre isso”, disse Welch sobre a sua estatura no mundo do metal. "Estou muito grato por todas as coisas que aconteceram. Algumas bandas caracterizam 'nu metal', mas o Korn é maior do que isso. O Korn segurou às paradas mesmo com a minha saída. Algumas dessas bandas 'nu metal' não chegam perto. Korn é um tipo diferente de banda que eu trabalhei por quase 20 anos, tocando ao vivo e em rádios. Nós somos diferentes.”

Ele dá crédito para a longevidade da banda e para seus companheiros de banda.

"Eu tenho que tirar o chapéu para os outros membros do Korn. Eu tinha ido embora há oito anos, tenho a minha vida em ordem, e eles continuaram crescendo", disse Welch.

Welch deixou a banda em 2005, devido à dependência de drogas.

Ilejay confirmou a atmosfera selvagem do festival.

"Estamos trazendo um show mais louco, vamos explodir as coisas. Esta é definitivamente uma cidade que estou ansioso para tocar ", disse ele sobre St. Louis, onde o festival acontece no Verizon Wireless Amphitheater, no subúrbio de Maryland Heights, Missouri. “Nós estamos constantemente mudando de cidade agora nos Estados Unidos. Estamos em turnê, então vamos com tudo”.

Avenged Sevenfold vem sendo considerada pelos críticos de música como heavy metal, hard rock e metalcore, que é uma fusão de metal extremo e punk hardcore. Eles também são conhecidos por suas capas de álbuns e das camisetas com estampas dramáticas. Eles lançaram seis álbuns de estúdio, um álbum ao vivo /compilação de B-sides/ DVD, e dezoito singles e venderam mais de 8 milhões de álbuns em todo o mundo.

"Estamos sempre pensando: "O que vai ser melhor para esta cidade?", Disse Arin sobre seu trabalho. "Nós não queremos dar exatamente algo que realizamos no passado, especialmente agora com estes muitos álbuns para escolher. Nós sabemos que os fãs curtem ouvir 'Afterlife' ou 'Critical Acclaim', e o nosso dever é fazer o melhor para eles, mas vamos ter muita coisa do "Hail to the King," especialmente ao vivo. A banda trabalhou muito nele. Você vê isso ganhado vida e vivendo no palco. "

A Perspectiva de Welch para o futuro de Ilejay  poderia ser resumida pelas palavras abaixo.

“Vai ser um grande verão", disse Welch.
Compartilhe!
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...