Receba todas as notícias do Avenged Sevenfold no seu E-mail

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Trecho de entrevista: M Shadows para a REVOLVER Magazine

O Avenged Sevenfold e entre outros artistas são noticias da mais recente edição da REVOLVER, e essa edição é totalmente destinada ao festival Rockstar Energy Drink Mayhem, que acontece do dia 05/07 e só acaba dia 10/08, a banda será headline total desse festival. E a revista entrevistou um represente de cada banda, o do A7x foi M Shadows.


Confira quais foram os assuntos discutidos:

"As coisas estão bem", diz M. Shadows a Revolver Magazine em sua casa em Huntington Beach, Califórnia. "Levantei cedo com o meu filho, e estou tendo uma manhã incrível correndo com ele." O vocalista do Avenged Sevenfold aproveitar da melhor forma a sua vida doméstica, enquanto ainda pode, porque ele e a banda estão prestes a embarcar em cinco semanas sendo duras sendo headliners no Rockstar Energy Drink Mayhem Festival deste verão. Mas antes que ele possa fugir da cidade, Shadows fala sobre os riscos ocupacionais de se tocar em turnês no verão e o caos que ele pode trazer.

REVOLVER: Você está se preparando para o Mayhem Festival de forma diferente pelo fato de ser headline?

M. Shadows: É estranho, porque quando você toca num Mayhem Festival ou no Uproar Tour, você não consegue fazer um set list com 16-18 canção a atração principal. Então eu acho que a nossa maior preocupação agora é descobrir o que vamos tocar, e como podemos muda-los todas as noites. Haverá um pouco de tudo: Se estamos fazendo coisas do Waking the Fallen, talvez nós vamos apresentar "Chapter Four" e "Second Heartbeat" uma noite, mas na noite seguinte, vamos mudar para "Eternal Rest" e "Unholy Confessions". Para City of Evil, vamos trazer alguns musicas mais profundos de lá, para que as pessoas não tem que ouvir "Bat Country" o tempo todo [Risos]. Mas a nossa maior preocupação é garantir que todo mundo se sinta feliz. Isso nunca vai acontecer, mas vamos fazer o nosso melhor.

REVOLVER: Você estará incluindo músicas do seu mais recente álbum, Hail to the King, também?

M. Shadows: Yeah! Nos Estados Unidos, trabalhamos bem no álbum, por isso não tivemos tempo para aprofunda-lo no mercado, que normalmente leva metade de um ano, pelo menos, antes que as pessoas realmente saibam todas as músicas. Há músicas no Hail to the King que são feitos apenas para tocar ao vivo, e eu acho que eles vão se encaixar muito bem no Mayhem.

REVOLVER: Você já participou de grandes festivais de verão no passado. Quais são as coisas que você já viu que achou realmente errado?

M. Shadows: Bem, tem bandas que tem 20, 30, 40 anos de idade e são pessoas que basicamente, você encontrar em estacionamentos todos os dias, e tudo o que existe está de volta de você, há bebida e outros dispositivos de caos, acho que pode se dizer assim. De modo que fica um pouco fora de controle. Eu me Lembro de uma no Ozzfest de 2006, eu estava bebendo Jäger com Lacuna Coil e Disturbed literalmente todos os dias - Devo ter ganhado uns £ 15 (56 mil) nessa turnê. [Risos] Você fica tipo, “Por que ir trabalhar”? Por que fazer alguma coisa? Vamos apenas nos juntar e beber!”Isso é realmente tem um controle em seu corpo, e eu tenho certeza que vai aconteceu muito disso nesta turnê”.
Compartilhe!
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...